Blog

Coelba divulga cronograma de fiscalização do uso dos poste em 2018

Os contratos celebrados entre a Coelba e as empresas usuárias dos postes explicam detalhadamente todas as obrigações, dentre elas a responsabilidade pela manutenção e fiscalização das redes por parte das respectivas empresas que utilizam os postes.


A Coelba realizou ontem (20), uma reunião entre os representantes do sindicato e associação de provedores de internet e Anatel para tratar os principais entraves para legalização do uso de postes compartilhados para provedores locais, o objetivo dessa reunião é garantir mais segurança na rede elétrica, contribuindo para organização do espaço urbano da cidade,  o Plano de Ordenamento das Redes de Distribuição de Energia, Telecomunicações e Iluminação Pública já vem sendo realizado de forma tímida desde de 2015 nas cidades de Salvador e Feira de Santana, nesta reunião a Coelba vem comunicar que irá intensificar as fiscalizações conforme agenda que foi divulgada.

Cronograma de Fiscalização - Coelba

Salvador - (Já foi iniciado o trabalho de fiscalização)
Feira de Santana - (Previsão 16 de Janeiro de 2018)
Vitória da Conquista  - (Previsão 01 de Fevereiro de 2018)
Itabuna - (Previsão 01 de Março de 2018)
Juazeiro - (Previsão 01 de Abril de 2018)
Barreira - (Previsão 01 de Maio de 2018)
Região Metropolitana de Salvador - (Previsão 01 de Julho de 2018)


Resultado de imagem para CoelbaAs cidades que não abrangem este roteiros não estão isentas de fiscalização, as ações que serão realizadas são de retirada de cabos, autuação e multa, isso é assegurado perante a lei. O provedor que não tiver com identificação e atuando de forma irregular poderá ser atuado sem prévia notificação, por isso frisamos que é muito importante a regularização do provedor, o que tem ser feito é protocolar o projeto, buscar os questionamentos junto a Coelba sobre dúvidas e assuntos técnicos de instalação.

Sobre a precificação, o custo é de R$ 6,31 por cada poste, isso é algo que pode ser questionado. Existe operadoras que pagam abaixo deste valor, porém se torna válido caso tenha o projeto protocolado e o contrato emitido. É muito importante ter em mente a preocupação referente a este assunto e imprescindível que as empresas que utilizam do poste busque a regularização, pois nessas fiscalizações equipamentos e cabos sem identificação poderá ser retirados.

''Independente da situação atual, a utilização dos postes sem contrato ou com contrato, devem procurar a Coelba para protocolar seus projetos e receber as devidas orientações para o setor responsável de relacionamento com os provedores sendo necessário seguir os tramites oferecidos pela concessionária. '' Afirma o presidente da PROBAHIA - Associação de Provedores de Internet da Bahia, Othon Santana.





O Compartilhamento dos postes com as empresas de telefonia, internet e TV a cabo é determinada pelas Resoluções Conjuntas 001/1999 e 004/2014, da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e Agencia Nacional de Telecomunicações (ANATEL). De acordo com a Resolução, as empresas que utilizam postes precisam estar regularizadas e atendem normas técnicas e comerciais e especificas.


Dúvidas, dificuldades, reclamações, não cumprimento de prazo pra resposta ou dificuldade com primeiro atendimento a, sobre a regularização do seu provedor? Deixe um comentário ou envie um e-mail marketing@televit.com.br / contato@probahia.com.br ou ligue 77 2102-0125 (Luciano).


Sobre a Coelba:

A Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba), empresa do Grupo Neoenergia, é a terceira maior distribuidora de energia elétrica do país em número de clientes e a sexta em volume de energia fornecida, sendo a maior do Norte-Nordeste. Presente em 415 dos 417 municípios baianos, a Coelba tem uma área de concessão de 563 mil quilômetros quadrados. A empresa tem 5,9 milhões de clientes (mais de 15 milhões de habitantes).








Para tirar dúvidas e obter mais informações sobre os nossos produtos, entre em contato conosco.