Blog

A importância do álcool em gel 70 no combate contra a COVID-19


Em época de prevenção contra o novo coronavírus, uma das recomendações mais escutadas nos últimos dias é: lave as mãos corretamente com água e sabão, sempre que for preciso. Vale ressaltar que os pulsos devem ser lavados também.

É importante estar com as mãos sempre higienizadas pois são uma fonte de transmissão da COVID-19, que é uma doença viral, de alto contágio, causada pelo novo coronavírus, descoberto no final do ano passado.

Quando não é possível lavar as mãos, o indicado é o uso do álcool em gel. Você já deve ter se perguntado se qualquer álcool é eficiente contra a COVID-19, em algum momento. Se já fez essa pergunta a sim mesmo, a gente te responde agora que não. Infelizmente não é qualquer tipo de álcool em gel que ajuda no combate ao vírus.

A Organização Mundial de Saúde (OMS), médicos e pesquisadores afirmam que o aliado ideal durante a prevenção é o álcool em gel 70%. E por que fazer uso desse álcool em específico?

Porque é considerado um agente antisséptico, o qual não evapora com rapidez e ainda atua diretamente na destruição dos microrganismos do vírus da COVID-19. O álcool é fácil de ser carregado e ser levado no carro, na bolsa, para a mesa do trabalho sem ocupar grandes espaços.

O álcool em gel é recomendado para serviços de saúde, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e ainda considerado pela como medicamento essencial pela OMS.

A procura pelo álcool em gel 70% aumentou, e nem sempre é fácil encontrar nos mercados, farmácias e outros estabelecimentos. O álcool caseiro pode ser uma alternativa, quando não encontro o industrial? Não é o antisséptico indicado.

Por isso, é tão importante fazer a compra consciente. Pensar na proteção individual, mas também coletiva. Afinal, se as pessoas com que convive ou, então, os lugares pelos quais precisa trafegar, se os outros, não tem como se proteger, a eficiência da proteção individual é diminuída. Lembre-se de comprar apenas o necessário para proteger você e a sua família, para que outras famílias também possam estar seguras. E todos protegidos, diminuindo a disseminação desse novo vírus.

 

Álcool em gel caseiro

 Algumas receitas caseiras que circulam pela internet recomendam o uso do álcool líquido concentrado. Entretanto, o Conselho Federal de Química (CFQ) considera arriscada a fabricação de álcool gel em casa.

O CFQ alerta que o uso do álcool líquido em alta concentração aumenta os riscos de acidente como, por exemplo, irritação da pele e mucosas, incêndios e queimaduras de grau 1° , 2°  e 3°  grau. E para ser efetivo no combate ao novo coronavírus, o álcool em gel precisa ser o 70.

Entretanto, para minimizar os riscos de acidente com queimaduras e ingestão, a Anvisa proíbe a venda para consumidor final, de álcool líquido acima de a 54° Gay Lussac (GL), ou 54%, desde 2013.

Portanto o mais indicado é utilizar o álcool em gel industrializado, são padronizados e seguem as legislações estabelecidas, que garantem sua eficácia ao passarem por testes de qualidade e monitoramento da produção que comprovam sua eficácia.Diferente do álcool produzido, a partir de receitas e métodos disponíveis na rede, que não garantem que sejam eficientes.

Cabe salientar, que a combinação de água e sabão em uma lavagem de aproximadamente 20 segundos da palma e dorso mão, dedo por dedo, unhas e pulso, continua sendo o método mais eficiente para a higienização. Só quando não é possível fazer a lavagem das mãos o álcool em gel é o indicado.


Para tirar dúvidas e obter mais informações sobre os nossos produtos, entre em contato conosco.